Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3294
Title: Comunicação organizacional em políticas públicas: o caso do brasil sem miséria
Authors: Fazzura, Valéria Aparecida
Castro, Jorge Abrahão de (Orientador)
Zimmermann, Andrea (Examinadora)
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia/ TCC
metadata.dc.description.physical: 53 p.
Issue Date: Oct-2013
metadata.dc.rights.holder: Valéria Aparecida Fazzura
metadata.dc.rights.license: Termo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.
Classificação Temática: Comunicação Pública
Políticas Públicas e Sociais
Abstract: A comunicação das políticas públicas visa garantir o pleno exercício da cidadania. No Estado Democrático cabe compreender democracia como forma de governo voltada aos interesses do povo, que contemple sua ampla participação com prestação de contas e informações sobre formulações políticas, seus esforços e resultados, além de manter os ouvidos atentos à opinião da sociedade civil. Nesse sentido, foi analisada a comunicação institucional do Brasil Sem Miséria, plano do Governo Federal destinado a superar a extrema pobreza, com amplo potencial para ser conhecido, compreendido e lembrado pela população brasileira. Os impactos positivos dessas políticas junto ao seu público-alvo e os investimentos efetuados pelo Governo Federal nas ações e programas do Plano revelam a importância do conjunto de políticas que compõe o Brasil Sem Miséria para o aumento da proteção social. Da análise dos resultados obtidos, verifica-se que o brasileiro reduziu seu ceticismo com relação à efetividade das ações de governo, de maneira geral, sendo os mais ricos mais resistentes com relação à comunicação governamental. Paradoxalmente, com relação à superação da miséria, os mais pobres mostraram acreditar mais nas medidas do governo e em sua comunicação institucional. Embora tenham menos acesso a alguns canais de divulgação, a população mais vulnerável têm recebido melhor tanto as ações quanto a comunicação pública. Verificamos, ainda, que mudanças nos hábitos de acesso à comunicação por parte da população, favorecem um trabalho mais ágil, menos custoso e mais interativo de comunicação por parte do governo. Portanto, estamos em um momento favorável para aprimorar a divulgação das políticas públicas, o que pode favorecer a comunicação do Brasil Sem Miséria.
Keywords: políticas públicas;  pobreza;  comunicação;  Brasil Sem Miséria;  estudo de caso
Target: Curso Gestão de Políticas Públicas de Proteção e Desenvolvimento Social – 2ª edição
metadata.dc.description.additional: Monografia apresentada para aprovação no curso de Pós-graduação em Gestão em Políticas Públicas de Proteção e Desenvolvimento Social - 2ª edição.
Orientador: Jorge Abrahão de Castro
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3294
Appears in Collections:Especialização Enap - Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Valeria Aparecida Fazzura.pdf851,31 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.