Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2456
Title: Innovation systems: from fixing market failures to creating markets
Authors: Mazzucato, Mariana
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Endereço Eletrônico: http://seer.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/1303
Language: Idioma::Inglês:English:en
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Artigo
metadata.dc.description.physical: Revista do Serviço Público - RSP, v. 66, n. 4, p. 627-640
Issue Date: Oct-2015
metadata.dc.rights.holder: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
metadata.dc.rights.license: Termo::Creative Commons - Uso Não Comercial (by-nc)::Esta licença permite que outros remixem, adaptem, e criem obras derivadas sobre a obra licenciada, sendo vedado o uso com fins comerciais. As novas obras devem conter menção ao autor nos créditos e também não podem ser usadas com fins comerciais, porém as obras derivadas não precisam ser licenciadas sob os mesmos termos desta licença. Fonte: http://creativecommons.org.br/as-licencas/
Classificação Temática: Inovação
Microeconomia
Abstract: This paper presents a critique of the market failure theory, focusing on its limitations for explaining the creation of new markets. From a review of the literature on the subject and several examples, I argue that the state has an essential role in fostering innovation. Therefore, the challenges for innovation in the future should be less focused on the worries about ‘picking winners’ and ‘crowding out’. Instead, we must open up the discussion towards four key questions: 1) directions; 2) evaluation; 3) organisational change; 4) risks and rewards.
Este trabalho apresenta uma crítica à teoria das falhas de mercado, com foco em suas limitações para explicar a criação de novos mercados. A partir de uma revisão da literatura sobre o tema e de diversos exemplos, o artigo defende que o Estado tem um papel essencial na promoção da inovação . Portanto, os desafios para a inovação no futuro devem ser menos focados nas preocupações com “escolha de vencedores” e “crowding out”. Em vez disso, é necessário focar em quatro questões-chave : 1) as direções; 2) avaliação; 3) mudança organizacional ; 4) riscos e recompensas.
Este trabajo presenta una crítica a la teoría de los fallos de mercado, con enfoque en sus limitaciones para explicar la creación de nuevos mercados. A partir de una revisión de la literatura acerca del tema y de varios ejemplos, el artículo defiende que el Estado tiene un papel esencial en la promoción de la innovación. Por lo tanto, los retos a la innovación en el futuro deben estar menos enfocados en las preocupaciones con la “elección de vencedores” y “desplazamiento” (crowding out). En vez de eso, es necesario enfocar cuatro cuestiones clave: 1) las direcciones; 2) evaluación; 3) cambio organizacional; 4) riesgos y recompensas.
Keywords: mercado;  inovação;  economia;  eficiência;  política comercial;  market;  innovation;  economy;  efficiency;  trade policy;  intervention;  innovación;  economía;  intervención
Target Audience: Gestores e servidores públicos, pesquisadores da área de Gestão Pública e sociedade em geral.
metadata.dc.description.additional: ISSN impresso: 00349240
ISSN eletrônico: 23578017
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2456
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 2011 a atual

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Innovation_systems.pdf757,74 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.