Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2417
Título: Nada mais prático que uma boa teoria
Autor(es): Freitas Filho, Floriano
Editor: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Endereço Eletrônico: http://seer.enap.gov.br/index.php/RSP
Idioma: Idioma::Português:portuguese:pt
País: País::BR:Brasil
Tipo: Artigo
Descrição física: Revista do Serviço Público - RSP v.116, n.1, p.14-15
Número Padronizado v.43, n.1 (1988)
Data: Jan-1988
Detentor dos direitos autorais: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Termos de uso: Termo::Licença Padrão ENAP::É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).
Classificação Temática: Administração Pública
Capacitação Profissional
Escola de Governo
Resumo: A distância entre Universidade e Empresa é um fato. Decorre, inicialmente, da natureza diversa de seus fins: uma produz,aperfeiçoa, inova e transmite conhecimentos,habilidades ou técnicas; outra os aplica. Tornam-se relevantes,no Brasil, no momento em que o Governo se preocupa com institucionalizar organização que de há muito se faz essencial: a ENAP — Escola Nacional de Administração Pública, cujo curso de“Políticas Públicas e Gestão Governamental”está em fase de estruturação e implantação,com a finalidade de seleção, formação e aperfeiçoamento dos quadros superiores do pessoal civil da Administração Pública. A criação da ENAP é um dos mais expressivos exemplos da necessidade que se sente de preencher, institucionalmente, a distância entre exigências de conhecimentos,habilidades e técnicas essenciais ao dia-a-dia das organizações e aqueles gerados nas Universidades. O Estado, visto como “organização” (nação politicamente organizada) administrável (dirigida por governo próprio) é realidade muito pouco teorizada, no Brasil, e, por isso mesmo, há de ser permanente objeto de observação científica da ENAP — o que só será possível através de sua contínua e efetiva interação com as Universidades.
Palavras-chave: reforma administrativa;  instituição de ensino;  reforma administrativa;  escola de governo;  Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Público alvo: servidores públicos
sociedade em geral
Observações/Notas: ISSN eletrônico: 2357-8017
ISSN impresso: 0034-9240
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2417
Aparece nas coleções:Revista do Serviço Público: de 1981 a 1990

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1988 RSP ano.43 v.116 n.1 jan-fev p.14-15.pdf150,46 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens da Biblioteca Digital são de acesso aberto para uso não comercial, desde que citada a autoria e a fonte. Salvo quando outras restrições estiverem expressas no termo de uso.