Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2152
Title: Ser ou não ser: eis a questão do Estado brasileiro
Authors: Bursztyn, Marcel
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Revista do Serviço Público (RSP)
Endereço Eletrônico: http://seer.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/829/643
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Artigo
metadata.dc.description.physical: Revista do Serviço Público - RSP, ano 45, v. 118, n. 3, p. 27 - 36
Número padronizado: v. 45, n. 3 (1994)
Issue Date: Sep-1994
metadata.dc.rights.holder: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
metadata.dc.rights.license: Termo::Licença Padrão ENAP::É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).
Classificação Temática: Estado e Governo. Governança. Governabilidade
Estado e Sociedade
Abstract: Analisa a crise do Estado brasileiro privilegiando os aspectos da crise existencial(tamanho ideal do Estado);a lógica do crescimento das estruturas estatais (como e por que o Estado moderno chegou a tal dimensão e formato); o Estado público (enquanto agente de regulação e de regulamentação); o Estado privado (a persistente simbiose entre as dimensões pública e privada na gestão da coisa pública); e o Estado grande e patrimonialista (o setor público passa a ser o carro-chefe dos processos de desenvolvimento). Também conduz o leitor a refletir sobre as funções e o formato do Estado, considerando os anseios da sociedade, nosso legado histórico, o processo de desestatização e a dimensão institucional.
Analiza la crisis del Estado brasileno privilegiando los aspectos de la crisis existencial (tamano ideal del Estado); la lógica del crecimiento de las estrueturas de Estado (cómo y por qué el Estado moderno ha llegado a tal dimensón y formato); el Estado público (en cuanto agente de regulación y de reglamentación); el Estado privado (la persistente simbiosis entre las dimensiones pública y privada en la gestión de Ia cosa pública); y el Estado grande y patrimonialista (el sector público pasa a ser el conductor de los procesos de desarrollo). Ila ce, además, que el lector reflexione sobre las funciones y el formato dei Estado, con siderando los anhelos de la sociedad, nuestro legado histórico, el proceso de privatización y la dimensión institucional.
The paper analyzes the crisis of the Brazilian State privileging the aspects of the existential crisis (ideal size of the State); the logic of growth o f the State structures(how and why the modem State reached such dimensión and shape); the public State (as regulation and regulamentation agent); the private State (the persistent symbiosis between public and private dimensions in the adm inistration of public assets); and the big and patrimonial State (the public sector tums out to be the leader of the development processes). It also leads the reader to think the functions and shape of the State, considering the anxieties of society, our historical inheritance, the process of privatization and the institutional dimensión.
Keywords: neoliberalismo;  crise estatal;  intervencionismo;  privatização
metadata.dc.description.additional: Publicado na seção Ensaio da RSP.
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2152
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 1991 a 2000

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1994 RSP ano.45 v.118 n.3 set-dez p.27-36.pdf401,05 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.