Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1883
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOrozco, Omar Guerreiro-
dc.date.accessioned2015-02-26T17:15:09Z-
dc.date.available2015-02-26T17:15:09Z-
dc.date.issued1996-05-
dc.identifier.urihttp://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1883-
dc.description.abstractO autor manifesta reservas em relação aos conceitos de ingovernabilidade informados pelo paradigma funcionalista, os quais associam este fenômeno à sobrecarga de demandas sociais resultante da expansão da participação política, à crise fiscal, gerada pela desproporção entre o montante do gasto público e a receita tributária, e á crise de racionalidade, que corresponde à desarticulação entre os subsistemas econômico e administrativo. Para Orozco, há que se procurar as “causas estruturais” da ingovernabilidade, relacionadas à essência e aos princípios que fornecem as bases do governo. Este tipo de ingovernabilidade pode se manifestar de três formas: por decadência política, por autoclausura dos processos de comunicação e controle, e por explosão da complexidade.pt_BR
dc.description.abstractEl autor manifiesta cautelas en relación a los conceptos de ingobemabilidad defendidos por el paradigma funcionalista, los cuales asocian este fenômeno a la sobrecarga de demandas sociales resultante de la expansión de la participación política, a la crisis fiscal, generada por la desproporción entre la monta de gastos públicos e ingresos tributários, y a la crisis de racionalidad, que corresponde a la desarticulaciôn entre los subsistemas econômico y administrativo. Para Orozco, hay que buscarse las “causas estructurales” de la ingobemabilidad, relacionadas a la esencia y a los princípios que propician las bases dei gobierno. Este tipo de ingobemabilidad puede manifestarse de tres formas: por decadencia política, por auto-cierre de los procesos de comunicación y control, y por explosión de la complejidad.pt_BR
dc.description.abstractThe author is cautious about the concepts of ungovernability, based in the functionalistic paradigm, which relate this phenomenon to an overload of social demands resulting from the expansión of political participation, the fiscal crisis brought about by the imbalance between public expenditures and tax collection, and the rationality crisis, which corresponds to the breaking down of the economical and administrative subsystems. According to Orozco, one must search for the “structural causes” of ungovernability, related to the essential issues and principies, which fomi the basis of a govemment. This kind of ungovernability may appcar in three different ways: political decline, the self-locking of communication and control processes, and the uncontrollable spreading out of complexity.pt_BR
dc.language.isoIdioma::Português:portuguese:ptpt_BR
dc.publisherEscola nacional de administração pública (Enap)pt_BR
dc.publisherRevista do Serviço Público (RSP)pt_BR
dc.sourcehttp://seer.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/695/535pt_BR
dc.subjectdéficit governamentalpt_BR
dc.subjectingovernabilidadept_BR
dc.subjectgoverno deficientept_BR
dc.subjectgasto públicopt_BR
dc.subjectreceita tributáriapt_BR
dc.titleIngovernabilidade: disfunção e quebra estrutralpt_BR
dc.title.alternativeIngobernabilidad, disfunciones y quebranto estructuralpt_BR
dc.title.alternativeUngovernability, misfunction and structural breakdonpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.rights.holderEscola Nacional de Administração Pública (ENAP)pt_BR
dc.location.countryPaís::BR:Brasilpt_BR
dc.description.physicalRevista do Serviço Público - RSP, ano 47, v. 120, n. 2, p. 47-66pt_BR
dc.description.physicalNúmero padronizado: v. 47, n. 2 (1996).-
dc.description.classificationAdministração Públicapt_BR
dc.description.classificationEstado e Governo. Governança. Governabilidadept_BR
dc.description.classificationGestão Públicapt_BR
dc.description.additionalISSN Eletrônico: 2357-8017pt_BR
dc.description.additionalISSN Impresso: 0034-9240pt_BR
dc.description.additionalArtigo publicado na Revista do CLAD - Reforma y Democracia, n° 3, p. 68-88, em janeiro de 1995. Traduzido por Carolina Andrade, com autorização dos editores.pt_BR
dc.subject.enapeficiênciapt_BR
dc.subject.enapadministração federalpt_BR
dc.subject.enapdespesa públicapt_BR
dc.subject.enapreceita públicapt_BR
dc.rights.accessAcesso::Acesso Abertopt_BR
dc.rights.licenseTermo::Licença Padrão ENAP::É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).pt_BR
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 1991 a 2000

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1996 RSP ano.47 v.120 n.2 mai-ago p.47-66.pdf798,43 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.