Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1919
Title: Reforma da nova gestão pública: agora na agenda da América Latina, no entanto...
Authors: Bresser-Pereira, Luiz Carlos
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Endereço Eletrônico: http://seer.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/278/284
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Artigo
metadata.dc.description.physical: Número padronizado: v. 53, n. 1 (2002) Revista do Serviço Público - RSP, ano 53, n. 1, p. 5-27
Issue Date: Jan-2002
metadata.dc.rights.holder: Escola Nacional de Administração Pública (ENAP)
metadata.dc.rights.license: Termo::Licença Padrão ENAP::É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).
Classificação Temática: Administração Pública
Modernização. Reforma Administrativa
Abstract: A reforma da gestão pública está começando na América Latina, particularmente no Chile e no Brasil, desde 1994. No entanto, os avanços são insatisfatórios, refletindo o baixo nível de governance ou de desenvolvimento político da região. A descentralização, o controle dos impactos e diversos mecanismos de accountability social estão sendo usados. No Brasil, uma estrutura teórica geral foi desenvolvida. Contrariamente a outras reformas, a reforma da gestão pública na América Latina não contou com o apoio do Banco Mundial, cujos interesses maiores permaneceram no downsizing do Estado e na reforma burocrática.
La reforma de la gestión pública está comenzando en América Latina, particularmente en Chile y en Brasil, desde 1994. Sin embargo, los avances son insatisfactorios, reflejando el bajo nivel de gobernanza o de desarrollo político de la región. están siendo usados la descentralización, el control de los impactos y diversos mecanismos de accountability social. En Brasil fue desarrollada una estructura teórica general. Contrariamente a otras reformas, la reforma de la gestión pública en América Latina no contó con el apoyo del Banco Mundial, cuyos mayores intereses permanecieron en el downsizing del Estado y en la reforma burocrática.
Public management reforming is beginning in Latin America, particularly in Chile and Brazil, since 1994. Yet, advancements are unsatisfactory, reflecting the low level of governance or political development of the region. Decentralization, control by outcomes, and several mechanisms of social accountability are being used. In Brazil a general theoretical framework was developed. Contrarily to other reforms, public management reform in Latin America did not count with support of World Bank, whose major concerns remained downsizing the state and bureaucratic reform.
Keywords: reforma administrativa;  América Latina;  governança;  accountability;  downsizing;  gestão pública;  reforma burocrática
Target: Esse artigo avalia a reforma do setor público na América Latina, particularmente, as duas reformas básicas que o aparelho do Estado: a reforma do serviço público ou reforma burocrática, no século XIX, e a reforma gerencial ou reforma da nova gestão pública, desde o último quartel do século XX.
Target Audience: servidores públicos e sociedade brasileira
metadata.dc.description.additional: ISSN impresso: 0034-9240
ISSN eletrônico: 2357-8017
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1919
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 2001 a 2010

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2002 Vol.53,n.1 Bresser.pdf65,18 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open