Título: Categoria Profissionais 3° Lugar: A eficiência das aplicações de recursos voltadas à saúde pública nos municípios brasileiros: uma análise baseada no Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (IDSUS)
Autor(es): Portulhak, Henrique
Raffaelli, Susana Cipriano Dias
Scarpin, Jorge Eduardo
Editor: Esaf
Idioma: Idioma::Português:portuguese:pt
País: País::BR:Brasil
Tipo: Monografia/TCC
Extensão/Indicação de Série: 17 páginas
Data: 2015
Detentor dos direitos autorais: Henrique Portulhak
Termos de uso: Termo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.
Classificação Temática: Orçamento e Finanças
Resumo: A pesquisa teve como objetivo avaliar a eficiência da aplicação de recursos nas ações de acesso e efetividade do Sistema Único de Saúde (SUS) nos municípios brasileiros, tema relevante considerando a necessidade de avanços na discussão sobre a qualidade do gasto na saúde pública. Foram avaliados 4.598 municípios por meio do método Data Envelopment Analysis (DEA), sendo utilizadas como variáveis-insumo os gastos com saúde, gastos com educação, renda, taxa de alfabetização, residências com saneamento e o Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (IDSUS) como variável-produto. Observou-se que 6,1% dos municípios analisados podem ser considerados como referência na alocação de recursos, estando a maioria dos municípios localizada na faixa de eficiência entre 0,70 a 0,79. São apontados no relatório os municípios benchmark e aqueles com piores resultados para cada um dos seis grupos homogêneos. Sem as ineficiências reveladas, o resultado do IDSUS poderia ser melhorado em 1,08 pontos, em média. Indica-se que possuir o melhor resultado no IDSUS pode não significar maior eficiência na alocação de recursos, ocorrendo o mesmo para os municípios com piores resultados. Os achados podem nortear os gestores públicos nas ações que maximizem as externalidades positivas dos recursos públicos despendidos com saúde, especialmente nos Grupos Homogêneos 3 e 5, e em relação aos efeitos da renda per capita e do saneamento no desempenho do SUS.
Palavras-chave: sistema único de saúde;  administração pública;  análise;  gestão pública;  municípios;  renda;  saneamento
Objetivo: 5º Prêmio Chico Ribeiro de informação de custos e qualidade do gasto no setor público – 2015 Categoria: Profissionais Tema: Qualidade do gasto no setor público
monografia apresentada no 5º Prêmio Chico Ribeiro de Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público - 2015
Público alvo: especializado
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): 16. Paz, justiça e instituições eficazes - Promover sociedades pacíficas e inclusivas par ao desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.
Observações/Notas: texto publicado no 5º Prêmio Chico Ribeiro de Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público - 2015
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/5820
Aparece nas coleções:Prêmio Chico Ribeiro Sobre Informações de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
3o-lugar-categoria-profissionais.pdf538,01 kBAdobe PDF Thumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens da Biblioteca Digital são de acesso aberto para uso não comercial, desde que citada a autoria e a fonte. Salvo quando outras restrições estiverem expressas no termo de uso.