Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/5581
Title: Instrumentos e políticas públicas para incentivo à quarta revolução industrial (indústria verde)
Authors: Pedro, Maria Olívia Brandão
metadata.dc.contributor.other: Santana, Vitor Leal (Orientador)
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia/TCC
metadata.dc.description.physical: 29 páginas
Issue Date: Jul-2020
metadata.dc.rights.holder: Maria Olívia Brandão Pedro
metadata.dc.rights.license: Termo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.
Classificação Temática: Meio Ambiente
Abstract: Este trabalho analisa a importância da Indústria 4.0, no contexto do impacto ambiental, com foco na transformação digital e na adoção de novos modelos de negócios e tecnologias para o parque industrial brasileiro. A partir da observação dos instrumentos e incentivos atuais, avalia-se a necessidade de novos e eficientes estímulos como forma de oferecer segurança jurídica para destravar investimentos para requalificação e aculturamento digital, além da redução de danos causados ao meio ambiente na produção de bens e serviços, necessários para a manutenção e o avanço da economia no Brasil. Foi realizada pesquisa exploratória com criterioso levantamento de informações e dados de cases (Indústria 4.0 e Cidades Inteligentes e Sustentáveis), Agenda 2030 e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e o Planejamento Estratégico ABDI 2020-2023, para avaliar o potencial de entregas do Brasil no tocante às novas tecnologias que favoreçam a economia circular e a fusão do mundo físico, digital, econômico e ecológico. A redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) passa necessariamente pela mudança de modelo econômico para permitir uma ampla gama de benefícios para o sistema, pois responde a outros desafios de nossa época, incluindo a perda de biodiversidade, a escassez de recursos, os resíduos e a poluição. Assim a economia circular atua como potencializador de entrega de vários Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, pois traz no seu escopo o potencial para beneficiar os negócios, a sociedade e o meio ambiente. Apoiado por uma transição para fontes de energias renováveis e pelo aumento do uso de materiais renováveis, esse conceito reconhece a importância de uma economia que funcione com eficiência em todas as escalas e mantenha o equilíbrio necessário entre a tecnologia, a economia e o meio ambiente.
Keywords: meio ambiente;  políticas públicas;  economia;  indústria verde;  tecnologia da informação
Target: Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como parte dos requisitos para obtenção do grau de Especialista em Gestão de Políticas Ambientais.
Target Audience: Especialistas e interessados em Gestão de Políticas Ambientais.
metadata.dc.educational.context: 384 horas
Sustainable Development Objectives (ODS): 11. Cidades e comunidades sustentáveis - Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.;  12. Consumo e produção responsáveis - Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/5581
Appears in Collections:Especialização Enap - Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC)

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maria Olivia.pdf681,1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.