Title: Categoria Graduando 3º Lugar: Mercado de lenha voltado ao beneficiamento de grãos e tabaco na região centro-noroeste do Rio Grande do Sul
Authors: Schulte, Tiago Felipe
Greff, Henrique Pinton
Oliveira, Laura Hoffmann de
Publisher: I Premio Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia/TCC
metadata.dc.description.physical: 46 páginas
Issue Date: 2014
metadata.dc.rights.holder: Tiago Felipe Schulte
Henrique Pinton Greff
Laura Hoffmann de Oliveira
metadata.dc.rights.license: Termo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.
Classificação Temática: Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Abstract: Este trabalho tem como objetivo geral analisar o mercado de biomassa florestal voltada ao beneficiamento de grãos (soja, milho, arroz e trigo) e de tabaco de quatro conselhos regionais de desenvolvimento (Corede), sendo eles, Alto Jacuí, Central, Missões e Noroeste Colonial, do estado do Rio Grande do Sul. Para isso, foi quantificado a demanda e o consumo de biomassa florestal, dimensionado a área florestal colhida anualmente e realizada a base florestal por Corede e, por fim, comparada a renda bruta média ponderada pela área de cada cultura. Foram utilizados os dados oficiais da Fundação de Economia e Estatística (FEE dados) do período de 2002 a 2012. Concluiu-se que a produção de tabaco apresenta a maior influência e o maior consumo de lenha entre os produtos avaliados. O Corede Central é o maior consumidor de área florestal, seguido dos coredes Noroeste Colonial, Missões e Alto Jacuí. A base florestal dos coredes Noroeste Colonial e Alto Jacuí supre a demanda dos usos agrícolas, enquanto os Coredes Central e Missões carecem de mais áreas de reflorestamento. Quanto ao rendimento bruto, a atividade florestal não deve concorrer com as demais atividades agrícolas, mas, sim, deve ser praticada em áreas não propícias às práticas agrícolas, pois tem a capacidade de remunerar tais áreas. O preço da lenha apresenta maior estabilidade comparada às outras culturas. Por fim, conclui-se que há uma estreita relação entre o desenvolvimento agrícola e o consumo de biomassa florestal, sendo relevante o cultivo de florestas plantadas nas propriedades rurais, visando a sustentabilidade, diversificação de renda e menor custo no beneficiamento dos produtos.
Keywords: mercado florestal;  economia florestal;  desenvolvimento sustentável;  produção de grãos;  produção de lenha
Sustainable Development Objectives (ODS): 15. Vida terrestre - Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da Terra e deter a perda da biodiversidade.
metadata.dc.description.additional: Categoria Graduando - 3º Lugar - Tema: Economia e Mercados Florestais
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/4912
Appears in Collections:Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
3º Lugar Graduandos.pdf754,84 kBAdobe PDF Thumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.