Title: Fundos Federais - Um Diagnóstico
Authors: Costa, Leonardo da Silva Guimarães Martins da
Publisher: Escola de Administração Fazendária (Esaf)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia
metadata.dc.description.physical: Número de páginas: 84 p.
Issue Date: 2011
metadata.dc.rights.holder: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
metadata.dc.rights.license: Termo::Licença Padrão ENAP: É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).
Classificação Temática: Orçamento e Finanças
Abstract: Estudamos os fundos federais inicialmente com relação aos conceitos e à legislação vigente. Verificamos as diversas classificações existentes e propusemos uma taxonomia dos fundos visando a uma padronização futura. Delimitamos um universo de 83 fundos para estudo com base em informações da Secretaria de Orçamento Federal - SOF e da Secretaria do Tesouro Nacional - STN. Analisamos como os fundos se apresentam na Lei Orçamentária Anual - LOA, no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal - SIAFI e em alguns relatórios de gestão. Os dados contábeis utilizados foram os disponíveis em janeiro/2011. Atualmente há dúvidas acerca da legislação que levam a uma falta de padronização tanto na LOA quanto no SIAFI. Pesquisamos as demonstrações contábeis, verificando a situação patrimonial e comparando os fundos públicos com os privados. Analisamos as possibilidades de movimentação de recursos dentro e fora da Conta Única. Desfizemos vários mitos relacionados aos fundos (vinculação, fundos versus programas, contingenciamento e saldos do final do exercício). Verificamos os impactos dos fundos no Resultado Primário e criamos um roteiro para servir de consulta em casos concretos. Identificamos os tipos de riscos fiscais dos fundos sob a ótica da União. Fizemos uma proposta para acompanhamento, com base em uma lista de riscos fiscais com mitigadores e de balanços (grandes números) para os quatro fundos mais relevantes em termos de patrimônio bruto (FGTS, FAT, FCVS e PIS-PASEP). Vislumbramos um modelo de monitoramento para os fundos públicos de financiamento, com base Fundos Federais – um Diagnóstico iii no fluxo de caixa e nas provisões de devedores duvidosos, mas este esbarrou na falta de padronização dos lançamentos contábeis no SIAFI. Evidenciamos como os princípios de eficiência, eficácia e efetividade são importantes para os fundos, analisando dentro desses princípios as diferenças do paradigma burocrático e gerencial. Vislumbramos uma uniformização para os indicadores de eficiência, eficácia e efetividade, como sugestão para harmonizar os relatórios de gestão dos fundos. Com o trabalho apresentado buscou-se criar uma visão gerencial sistêmica dos fundos federais, até hoje inexistente.
Keywords: fundos federais;  orçamento público;  diagnóstico
Sustainable Development Objectives (ODS): 08. Trabalho decente e crescimento econômico - Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todos.
metadata.dc.description.additional: Prêmio SOF de monografias 2011- Tema 2: Novas Abordagens do Orçamento Público. Menção Honrosa 2
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/4690
Appears in Collections:Prêmio SOF de Monografias - de 2007 a 2022
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Fundos Federais - versão SOF.pdf1.83 MBAdobe PDF Thumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.