Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3588
Title: Capital de giro e desempenho da saúde suplementar: uma perspectiva das operadoras de planos de saúde a partir do Modelo Fleuriet.
Authors: Miranda, Matheus Henrique Coelho
Publisher: Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia/ TCC
metadata.dc.description.physical: 59 p.
Issue Date: 2018
metadata.dc.rights.holder: Matheus Henrique Coelho Miranda
metadata.dc.rights.license: Termo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.
Classificação Temática: Saúde
Abstract: O tema deste trabalho é o capital de giro a partir da perspectiva do Modelo Fleuriet e o Índice de Desempenho Econômico-Financeiro (IDEF) das operadoras de planos de saúde calculado pela Agência Nacional de Saúde (ANS). O objetivo geral desta pesquisa é verificar a existência da relação entre a pontuação no índice calculado pela ANS e as situações financeiras teorizadas por Fleuriet, Kehdy e Blanc para o período referência de 2013. Foi aplicado o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis para verificar a existência de diferença estatística entre as distribuições dos resultados do IDEF em cada estrutura financeira do modelo com o intuito de atender ao objetivo da pesquisa. O trabalho foi fundamentado nas premissas do Modelo Fleuriet e na revisão de literatura existente sobre sua aplicação prática, ao passo que os dados contábeis foram obtidos da base de dados pública no site da ANS. O teste apontou que há diferença estatística entre a pontuação do IDEF dentre as estruturas do modelo e que elas foram mais significativas nas estruturas Excelente-Muito Ruim, Excelente-Alto Risco, Sólida-Muito Ruim e Sólida-Alto Risco. Não houve diferença estatística entre as demais estruturas, mas os resultados médios e os escores obtidos pelo teste apontam que o IDEF do período está coerente com a ordem das estruturas teorizada. Conclui-se que há alguma relação entre o IDEF e as estruturas financeiras do modelo e que ela é positiva para o período considerado, embora o índice calculado pela ANS absorva alguns aspectos verificados pelo Modelo Fleuriet, destacando a possibilidade de se ampliar a análise do desempenho econômico-financeiro do setor de saúde suplementar.
Keywords: saúde suplementar;  regulação;  capital de giro;  modelo fleuriet;  desempenho econômico-financeiro;  plano de saúde;  política de saúde
metadata.dc.description.additional: 1º Prêmio ANS: concurso de monografia sobre saúde suplementar
Tema 1 - Regulação Econômico-Financeira na Saúde Suplementar - Menção Honrosa
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3588
Appears in Collections:Prêmio ANS: concurso de monografia sobre saúde suplementar

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MH (T1) - Matheus Henrique Coelho Miranda (monografia 042).pdfCapital de giro e desempenho da saúde suplementar: uma perspectiva das operadoras de planos de saúde a partir do Modelo Fleuriet.734,03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.