Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3334
Title: Modelo de equações estruturais: uma introdução aplicada
Authors: Neves, Jorge Alexandre Barbosa
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Livro
metadata.dc.description.physical: 81 p.
Issue Date: 2018
metadata.dc.rights.holder: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
metadata.dc.rights.license: Termo::Licença Padrão ENAP: É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).
Classificação Temática: Ciências Sociais
Metodologia
Abstract: A modelagem de equações estruturais, ou MEE, é uma técnica de modelagem estatística multivariada de caráter geral, que é amplamente utilizada nas Ciências Humanas e Sociais. Pode ser vista como uma combinação de análise fatorial1 e regressão (ou a ampliação dessas para a análise de trajetórias ou caminhos2 ). O interesse de muitos pesquisadores e outros profissionais em MEE deriva, muitas vezes, das construções teóricas que podem ser desenvolvidas a partir dos construtos latentes. As relações entre as construções teóricas são representadas por coeficientes de regressão ou coeficientes de trajetória entre variáveis observadas e/ou latentes. O modelo de equações estruturais implica uma estrutura para as covariâncias entre as variáveis observadas. A modelagem de equações estruturais fornece uma estrutura muito geral e conveniente para análises estatísticas que incluem vários procedimentos multivariados tradicionais, em particular, análise fatorial, análise de regressão, análise discriminante e correlação canônica, como casos especiais. Os modelos de equações estruturais são, na maioria das vezes, visualizados por um diagrama de trajetórias. O modelo estatístico geralmente pode ser representado em um conjunto de equações matriciais. No início da introdução dessa técnica nas pesquisas sociais e comportamentais, os softwares normalmente demandavam configurações que especificassem o modelo em termos dessas matrizes. Assim, os pesquisadores tinham que destilar a representação da matriz a partir do diagrama de trajetórias e fornecer aos softwares uma série de matrizes para os diferentes conjuntos de parâmetros, como cargas fatoriais e coeficientes de regressão. Isso não se faz mais necessário hoje, pois os modelos podem ser definidos graficamente, a partir de um conjunto extremamente simples de comandos. Atualmente, há alguns softwares que permitem a construção de modelos de equações estruturais a partir do desenho de diagramas. Entre esses softwares está o STATA3, que foi utilizado para o desenvolvimento dos modelos que serão apresentados neste livro.
Keywords: método de pesquisa;  estatística;  pesquisa social;  ciências sociais
metadata.dc.description.additional: Coleção Metodologias de Pesquisa
ISBN: 978-85-256-0089-9
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3334
Appears in Collections:Livros Publicados pela Enap

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Livro_Modelo de equações estruturais.pdfModelo de equações estruturais: uma introdução aplicada2,25 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.