Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3318
Title: Um olhar sobre a face feminina da velhice
Authors: Queiroz, Mírian da Silva
Jaccoud, Luciana de Barros (Orientadora)
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia/ TCC
metadata.dc.description.physical: 95 p.
Issue Date: 2011
metadata.dc.rights.holder: Mirian da Silva Queiroz
metadata.dc.rights.license: Termo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.
Classificação Temática: Desenvolvimento Social
Políticas Públicas e Sociais
Abstract: O Brasil está se tornando um país envelhecido. Nos últimos anos a expectativa de vida tem se tornado cada vez maior, com isso a população com mais de 60 anos, considerada idosa, vem aumentando de forma crescente, atingindo em 2010 o número de 20,5 milhões de pessoas, segundo o Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, 2010. Dentre as características presentes no processo de envelhecimento da população do país, destaca-se a “feminilização” da velhice. As mulheres idosas são maioria dentro do segmento idoso e quanto mais envelhece a população, mais se percebe a presença feminina. Existe um consenso quanto aos impactos deste cenário, que impõe demandas importantes para o sistema brasileiro de proteção social, notadamente para as políticas da Seguridade Social – Assistência Social, Saúde e Previdência Social. Em que se pese ser a velhice vivenciada de maneira diferenciada pelas pessoas, as diferenças existentes não são somente quanto ao sexo. Dizem respeito ao gênero, isto é, aos diferentes papéis e características que cada um apresenta nas relações sociais. Nesse sentido é preciso olhar para o envelhecimento com esse olhar. No país se destacam, no campo da Seguridade Social, significativos avanços quanto a proteção social às pessoas idosas. Destaca-se a cobertura previdenciária estimada em aproximadamente 81% dos idosos; o acesso universal às políticas de saúde; os serviços e benefícios da assistência social – o Benefício de Prestação Continuada – BPC – que tem contribuído para a alta cobertura e garantia de renda dos idosos brasileiros. No entanto, muitos desafios ainda restam, e precisam ser superados. Preocupa a questão do necessário papel do Estado para a concretização de sua primazia no cuidado aos idosos, sobretudo os frágeis (muito idosos – com 80 anos e mais) e os dependentes. Dada as grandes transformações pelas quais as famílias vivenciaram ao longo dos últimos anos, a exemplo da diminuição do número de filhos, a entrada da mulher no mercado de trabalho e os novos e diferenciados arranjos e composições, a ampliação de serviços, a garantia de qualidade e de acesso às políticas sociais, além da discussão da questão do gênero tornam-se inadiáveis.
Keywords: envelhecimento;  gênero;  seguridade social
Target: Especialização em Gestão de Políticas Públicas de Proteção e Desenvolvimento Social – 1ª edição
metadata.dc.description.additional: Monografia apresentada ao Curso de Especialização em Gestão de Políticas Públicas de Proteção e Desenvolvimento Social - 1ª edição, da Escola Nacional de Administração Pública como requisito parcial para obtenção do título de especialista.
Orientadora: Profª. Drª. Luciana de Barros Jaccoud
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3318
Appears in Collections:Especialização Enap - Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MIRIAN QUEIROZ - monografia versão definitiva.pdf1,05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.