Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1242
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorLevy, Evelyn-
dc.date.accessioned2014-08-26T20:04:24Z-
dc.date.available2014-08-26T20:04:24Z-
dc.date.issued2012-10-
dc.identifier.urihttp://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1242-
dc.description.abstractPara a maior parte das sociedades contemporâneas tornou-se praticamente impossível dissociar a boa governança da prática de princípios democráticos, de um lado, e da produção de políticas e serviços públicos de qualidade, de outro. Essa visão sugere que a questão de melhorar continuamente o desempenho das máquinas governamentais está agora no topo das preocupações desses governos. As recentes ondas de reforma da administração pública refletem isso. Do desempenho depende, em grande medida, a legitimação desses governos (Peters& Pierre, 2010, ). Exatamente para obter melhor desempenho e maior legitimidade, os governos têm procurado aproximar cada vez mais a burocracia dos cidadãos, para tornar os serviços públicos em maior conformidade com suas necessidades e preferências, mais rápidos e mais precisos. Entre as inúmeras questões que emergem, no campo do desempenho das organizações públicas, está a da gestão dos seus recursos humanos: quais são os elementos que contribuem para a motivação dos servidores públicos e quais incentivos são mais eficazes são perguntas sempre presentes, pois do sucesso dessas políticas internas depende, em larga medida, a própria percepção que os cidadãos fazem de seus respectivos governos. Afinal, como argumentam Peters e Pierre (2010), os cidadãos se confrontam, com muito maior frequência, com a burocracia do que com os agentes políticos. Esse estudo tem por objetivo colocar algumas hipóteses sobre quais são os incentivos- bem-sucedidos- ao desempenho dos servidores públicos, comparando as formas de gestão dos governos federais da Austrália e do Brasil.pt_BR
dc.language.isoIdioma::Português:portuguese:ptpt_BR
dc.publisherCentro Latinoamericano de Administración para el Desarrollo (CLAD)pt_BR
dc.sourcewww.clad.org/pt_BR
dc.subjectservidor públicopt_BR
dc.subjectrecursos humanospt_BR
dc.subjectincentivopt_BR
dc.subjectgoverno federalpt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectAustráliapt_BR
dc.titleIncentivos e condições para o desempenho dos servidores públicos: conclusões a partir de um estudo sobre a Austrália e o Brasilpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.rights.holderEvelyn Levypt_BR
dc.location.countryPaís::BR:Brasilpt_BR
dc.description.physicalNúmero de páginas: 25 p.pt_BR
dc.description.classificationGestão de Pessoaspt_BR
dc.description.additionalArtigo apresentado ao XVII Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, Cartagena, Colombia, 30 oct. - 2 Nov. 2012pt_BR
dc.subject.enapagente públicopt_BR
dc.subject.enapgestão de pessoaspt_BR
dc.subject.enapincentivopt_BR
dc.subject.enapadministração federalpt_BR
dc.rights.accessAcesso::Acesso Abertopt_BR
dc.rights.licenseTermo::Licença Comumpt_BR
Appears in Collections:Artigos e Apresentações no Congresso CLAD

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
levyevel.pdf358,8 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.