Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1875
Title: Adiamento da aposentadoria: um estudo sobre os servidores públicos federais do poder executivo e o abono permanência
Authors: Gomide, Lectícia Bizarria
Nogueira, Roberto Passos (orientador)
Language: Idioma::Português:portuguese:pt
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Monografia/ TCC
metadata.dc.description.physical: Número de páginas: 71 p.
Issue Date: Oct-2014
metadata.dc.rights.holder: Lectícia Bizarria Gomide
metadata.dc.rights.license: Termo::Autorização::O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) à disponibilizá-la em Acesso Aberto, no sítio da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da Enap. ATENÇÃO: essa autorização é válida apenas para a obra original, considerando o seu formato de distribuição no repositório.
Classificação Temática: Gestão de Pessoas
Seguridade Social. Previdência Social
Abstract: Diante de um quadro de envelhecimento populacional e aumento na expectativa de vida, estudos sobre aposentadoria são importantes para alinhar as políticas de gestão de pessoas com os objetivos organizacionais, em especial o planejamento da força de trabalho. Esse trabalho, de natureza descritiva e quantitativa, buscou identificar por quanto tempo os servidores públicos federais do Poder Executivo postergavam a aposentadoria, descrevendo também as principais características funcionais e sócio demográficas desses servidores. Para estabelecer o tempo de adiamento da aposentadoria, foi calculado o tempo em que o servidor recebeu o abono de permanência. Esse abono é um benefício financeiro concedido quando os servidores atendem aos requisitos para aposentadoria, mas optam por permanecer trabalhando no serviço público Foi realizado um levantamento de todos os servidores públicos que se aposentaram no ano de 2013 constantes no SIAPE, que é o principal sistema de gestão de pessoas do Poder Executivo. Para a comparação de grupos foi utilizada a técnica estatística de Análise de Sobrevivência. Foi constatado que os servidores ficaram em média 3,2 anos recebendo o abono de permanência, sendo que 50% deles ficaram até 2,2 anos recebendo esse benefício. Fatores como sexo, escolaridade, carreira, remuneração e função gratificada influenciaram nessa decisão.
Keywords: aposentadoria;  abono permanência;  servidores públicos federais;  poder executivo
metadata.dc.description.additional: Monografia apresentada à Escola Nacional de Administração Pública como requisito à obtenção do título de Especialista em Gestão de Pessoas no Serviço Público.
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1875
Appears in Collections:Especialização Enap - Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lecticia_Gomide_TCC_EGPessoas 4.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open