Title: Democracy, regime duration, and growth
Democracia, duração do regime, e crescimento
Democracia, duración del régimen, y recimiento
Authors: Grier, Kevin
Munger, Michael
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
Endereço Eletrônico: https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/issue/view/317
Language: Idioma::Inglês:English:en
Country: País::BR:Brasil
metadata.dc.type: Artigo
metadata.dc.description.physical: Revista do Serviço Público - RSP, v. 72 n. edição especial, 12-40 p.
Issue Date: Sep-2021
metadata.dc.rights.holder: Escola Nacional de Administração Pública (Brasil)
metadata.dc.rights.license: Termo::Creative Commons - Uso Não Comercial (by-nc): Esta licença permite que outros remixem, adaptem, e criem obras derivadas sobre a obra licenciada, sendo vedado o uso com fins comerciais. As novas obras devem conter menção ao autor nos créditos e também não podem ser usadas com fins comerciais, porém as obras derivadas não precisam ser licenciadas sob os mesmos termos desta licença. Fonte: http://creativecommons.org.br/as-licencas/
Classificação Temática: Economia
Gestão Pública
Liderança
Abstract: Findings of regularities in statistical relationships between regime type and economic growth are debatable, because specifications are variable. We argue that the effect of regime type on growth is contingent on the duration of the regime. Further, the effect of duration depends on regime type: older autocracies grow at a different rate than older democracies. The reason is that the causes for decelerating growth are fundamentally different in democracies and autocracies. Our estimations are run on a large (unbalanced) annual panel of 155 countries from 1950 – 2006. In this sample, autocracies grew around 0.75 percentage points more slowly than non-autocracies, holding constant the regime-specific effect of regime duration. Autocratic growth rises for the first 30 years, after which growth rates fall rapidly. Non-autocracies always grow faster than equally old autocracies, but the differences are especially pronounced when young and old regimes are compared. Some implications of this result for the political system of Brazil are discussed.
Os achados de regularidades nas relações estatísticas entre o tipo de regime e o crescimento econômico são discutíveis, porque as especificações são variáveis. Argumentamos que o efeito do tipo de regime sobre o crescimento depende da duração do regime. Além disso, o efeito da duração depende do tipo de regime: as autocracias mais antigas crescem a uma taxa diferente das democracias mais antigas. A razão é que as causas da desaceleração do crescimento são fundamentalmente diferentes nas democracias e autocracias. Nossas estimativas são feitas com um painel anual (desbalanceado) de 155 países de 1950 a 2006. Nesta amostra, as autocracias cresceram cerca de 0,75 pontos percentuais mais lentamente do que as não-autocracias, mantendo constante o efeito específico do regime da duração do regime. O crescimento nas autocracias aumenta nos primeiros 30 anos, após os quais as taxas de crescimento caem rapidamente. As não-autocracias sempre crescem mais rápido do que as autocracias igualmente antigas, mas as diferenças são especialmente pronunciadas quando os regimes jovens e velhos são comparados. Algumas implicações desse resultado para o sistema político do Brasil são discutidas.
Los hallazgos de regularidades en las relaciones estadísticas entre el tipo de régimen y el crecimiento económico son discutibles, porque las especificaciones son variables. Argumentamos que el efecto del tipo de régimen sobre el crecimiento depende de la duración del régimen. Además, el efecto de la duración depende del tipo de régimen: las autocracias más antiguas crecen a un ritmo diferente al de las democracias más antiguas. La razón es que las causas de la desaceleración del crecimiento son fundamentalmente diferentes en las democracias y las autocracias. Nuestras estimaciones se ejecutan en un panel anual grande (no equilibrado) de 155 países entre 1950 y 2006. En esta muestra, las autocracias crecieron alrededor de 0,75 puntos porcentuales más lentamente que las no autocracias, manteniendo constante el efecto específico del régimen de la duración del régimen. El crecimiento autocrático aumenta durante los primeros 30 años, después de lo cual las tasas de crecimiento caen rápidamente. Las no autocracias siempre crecen más rápido que las autocracias igualmente antiguas, pero las diferencias son especialmente pronunciadas cuando regímenes jóvenes y viejos son comparados. Se discuten algunas implicaciones de este resultado para el sistema político de Brasil.
Keywords: desenvolvimento econômico;  autocracia;  democracia;  regime político
Target Audience: Servidores, Especialistas e demais interessados.
Sustainable Development Objectives (ODS): 16. Paz, justiça e instituições eficazes - Promover sociedades pacíficas e inclusivas par ao desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.
metadata.dc.description.additional: ISSN Impresso: 0034-9240
ISSN Eletrônico: 2357-8017
URI: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/6723
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 2021 a atual
Files in This Item:
File SizeFormat 
5696-Texto do Artigo-20372-1-10-20210921.pdf739,73 kBAdobe PDF View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.